O Oscar é uma premiação Empreendedora
29 de fevereiro de 2016
O que é FOCO de verdade?
13 de março de 2016
Ver tudo

Porque medir o uso do tempo?

Porque medir o uso do tempo?

Medir o uso do tempo reflete em como você irá usa-lo daqui para frente, é necessário que saiba como APROVEITAR o seu tempo!

 

É fato que o tempo passa de forma igual para todo mundo, mas, porque então para alguns parece que o tempo tá passando rápido demais e para outros está tão lento?

Segundo estudiosos e uma matéria da revista Super Interessante Anna Carolina Rodrigues da redação diz o seguinte:

Quando estamos entretidos, o tempo passa rápido. Se estamos entediados, ele fica devagar.

Mas por que isso ocorre? Parte do problema está no sistema límbico, área do cérebro responsável pelas emoções. Quando alcançamos um desejo, ele libera dopamina, neurotransmissor que causa sensação de bem-estar. E são os níveis de dopamina no organismo que influenciam nossa percepção de tempo. Geralmente, quando ela está elevada, o tempo passa mais rápido. Já um cérebro entediado tenta se entreter prestando atenção em tudo.

É aquela história de que se ficar olhando a panela, a água não ferve. “Quanto maior a ansiedade, maior a sensação de que o tempo não passa”, explica Fernando Gomes Pinto, neurocirurgião do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da USP.

“O que passa mais rápido, uma semana de férias ou a semana que antecede as férias?”.

 

Então, podemos afirmar que quanto mais você está distraído ou concentrado em algo o tempo parece passar depressa e quando está ocioso o tempo parece passar mais devagar.

 

Se nós fizermos anotações diárias de nossas metas diárias poderemos conseguir entender onde trabalhamos mais PRODUTIVOS e onde trabalhamos mais IMPRODUTIVOS, sempre recomendo a utilização de uma lista diária de tarefas sendo classificadas como Urgentes, Importantes e Circunstanciais para dividirmos bem as tarefas e aproveitar o tempo ao máximo.

 

Sempre aos domingos, depois daquela triste trilha sonora do fantástico no final do programa, sente-se e programe a sua semana em atividades MACRO para depois dividi-las em tarefas para serem cumpridas ao longo do dia.

No sábado a tarde na hora daquela preguiça e cansaço supremos de depois do almoço pegue esta lista e avalie como foi a sua semana, o que fez e o que não conseguiu fazer, ao longo do mês você poderá ter um reflexo fiel do motivo de ter conseguido fazer mais ou menos dinheiro naquele mês e com isso poderá já programar os valores dos meses seguintes embasado na sua experiência REAL com o tempo.

 

Imagine você dirigindo um carro sem retrovisores… Para quem dirige, sabe o quanto é difícil!

 

Sim, esta é a mesma comparação de você trabalhar para seus objetivos sem saber a referência do que passou e que você pode melhorar, pense sempre que para construir um futuro e evitar erros e riscos desnecessários é preciso CONHECER O PASSADO, não é remoer mágoas, é reconhecer os erros e evitá-los.

Talvez seja uma boa hora de começar a planejar o seu tempo caso não queira depender de INSS como falamos alguns posts atrás…

 

Inscreva-se para receber nossos novos posts!

[mc4wp_form]